Praça Tempo Espaço

A Praça Tempo Espaço é a primeira exposição permanente do Museu Exploratório de Ciências - Unicamp, instalada ao ar livre, em um mirante privilegiado.

Através de experimentos interativos, que exploram os instrumentos desenvolvidos ao longo dos séculos para melhor compreender e dimensionar o tempo e o espaço, esta exposição convida e instiga o público a refletir e se aprofundar em conceitos essenciais para as ciências.

Exposições anteriores

Dinossauros (?) no IG

 

A exposição Dinossauros (?) no IG traz cerca de 100 pequenos modelos de dinossauros (inclusive brasileiros) e outros organismos do passado, além de algumas réplicas de fósseis.

Foi criada para fomentar discussões sobre seus tamanhos, alimentação, hábitos de vida, formas de defesa, distribuição geográfica e outros.

A exposição foi montada para crianças, mas independentemente da idade do visitante, a ideia é discutir sobre esses organismos que fazem parte do imaginário popular.

 

 

Darwin no Brasil: A viagem do Beagle

A exposição “Darwin no Brasil: A Viagem no Beagle!” foi uma iniciativa conjunta do Museu Exploratório de Ciências, do Museu de Zoologia e da Biblioteca Cesar Lattes da Unicamp. A mostra integrou objetos da exposição itinerante cedidos pelo Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo (MZUSP) e animais do acervo do Museu de Zoologia da Unicamp. 

Integrando a agenda de atividades da 15ª Semana Nacional de Museus do IBRAM (Instituto Brasileiro de Museus) na Universidade, a exposição foi inaugurada no dia 11 de Maio de 2017 no saguão da Biblioteca Central.

A cor da luz

 

A Exposição “a COR da LUZ: o código das cores” foi desenvolvida em referência ao ano internacional da Luz sob a Curadoria da Profa. Dra. Maria José Santos Pompeu Brasil (IFGW) em parceria dos três Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepids) coordenados pela Unicamp e apoiados pela FAPESP, são eles: o Centro Multidisciplinar de Pesquisa em Obesidade e Doenças Associadas (Cepid-OCRC), o Centro de Engenharia e Ciências da Computação (Cepid-eScience) e o CEPID Brainn, Instituto brasileiro de neurociências e neurotecnologia, todos com apoio da FAPESP.

 

A exposição foi montada no ano de 2015, ano em que a Organização das Nações Unidas (ONU) proclamou como o Ano Internacional da Luz e das Tecnologias baseadas em Luz e ficou disponível ao público até 2017, recebendo diversas escolas de todo o estado.

 

 

NanoAventura

A NanoAventura foi um projeto desenvolvido em 20yy com o propósito de despertar a curiosidade para o mundo das ciências, especialmente a nanociência e a nanotecnologia, tornando o nanomundo conhecido pelo grande público. 

A exposição permaneceu aberta no Museu de Ciências até 20xx, ano em que foi transferida para o Museu Catavento, em São Paulo.